Monkey 47 – o Gin Alemão

Monkey

Viagem em família para Cologna e depois de muitos dias bebendo cerveja, decidi pedir um Gin Tônica e o barman me perguntou se não gostaria provar um gin local, da Floresta Negra. Foi assim que descobri o Monkey 47, que atualmente figura como meu gin favorito.

Após a segunda Guerra mundial, o piloto inglês Monty Collins foi designado para trabalhos administrativos na Força Aérea em Berlim e em seu tempo vago ajudava na reconstrução do zoológico da cidade, onde conheceu e apadrinhou o macaco Max.

Monty mudou-se para a região da Floresta Negra e decidiu abrir uma pousada, mas sentia falta de um bom Gin para servir aos seus convidados e assim surgiu o Max the Monkey – Schwarzwald Dry Gin.

Diz à lenda que a receita deste Gin foi descoberta quando a pousada passou por reforma e encontraram uma garrafa com uma carta (com a receita em detalhes), mas contam tantas “Storytelling” por aí, que não dá para saber se é verdade ou não.

Mas o que tem de tão diferente? Ele é produzido com 47 ingredientes como ervas e frutos que são encontrados na Floresta Negra, daí o nome Monkey 47. Além disso, os ingredientes ficam por 36 horas em uma base de melaço antes da destilação, que combina maceração e destilação tradicional com infusão de alguns itens por vapor para acentuar e destacar certas notas. Após descansar por três meses, a mistura recebe a água pura da Floresta Negra.

É um gin extremamente complexo, com notas florais e cítricas, com muitas especiarias, ervas e frutas. Na boca ele é muito delicado, com amargor agradável e acidez refrescante.Monkey47FrontC_Extracted

A garrafa lembra as de remédio antigo, com rolha de cortiça e rotulo desenhado à mão com uma homenagem ao Max.

Para mim, um gin que pode ser tomado puro, apenas com algumas pedras de gelo. Para quem prefere em drinks, com certeza seu Dry Martini ou Negroni ficarão muito mais aromáticos. No site da marca tem algumas receitas com o destilado.

 

SloeGin

A destilaria também está investindo nas edições anuais, chamadas de Distiller´s Cuts que passa por mais uma destilação, além de receber cada um ano um ingrediente especial. Além do Sloe Gin, tradicional mistura inglesa do destilado com a sloe, uma frutinha da família das ameixas.

A única noticia ruim é que ainda não encontramos esse Gin aqui no Brasil, então o jeito é trazer na mala!

Share

Comentários

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *