Edições Especiais – Habanos S.A.

A empresa Cubatabaco foi formada em 1962, após o período de revolução e nacionalização da maioria das empresas do pais. Em 1994 ela criou a Habanos S.A. que ficou responsável por distribuir e exportar charutos cubanos e produtos relacionados para o mundo. Em 2000 a empresa franco-espanholha Altadis comprou 50% da Habanos S.A. Essa fusão trouxe uma cara mais profissional e inovadora a empresa, que passou a investir mais em marketing, novos produtos e, principalmente, linhas e edições especiais.

Atualmente existem muitas edições especiais e que as vezes confundem o consumidor, então aqui está uma breve explicação das principais:

Edição Limitada

Criada em 2000, as Edições Limitadas charutos são produzidas em formato diferente da fabricação normal e com todo seu tabaco (capa, capote e miolo) envelhecido por 02 anos.

Desde 2000, o único ano que não teve lançamento foi 2002 e não se sabe ao certo o motivo, mas a principal hipótese é que a Habanos não imaginava que faria tanto sucesso e não tinha tabaco o suficiente para a produção da edição limitada.

Para comemorar 05 anos da série, em 2006 foram relançadas as edições limitadas Partagás Serie D No.3, Cohiba Pirámides, Montecristo Robusto.

Abaixo da anilha da marca, vai outra anilha, preta e dourada escrita Edição Limitada e o ano de lançamento.

Ltda
Edição Regional

A partir de 2005 a Habanos S.A. criou a Edição Regional com apenas para as 17 marcas locais e multilocais, excluindo as globais e de nicho (http://goo.gl/TuQPMe). Foi uma boa sacada de marketing porque essas marcas não tinham muito destaque e promoção global, mas com essas edições passaram a ser bem conhecidas.

Esses charutos são produzidos em bitolas diferentes das já existentes na marca e são destinados para um único mercado (país ou região). O local está especificado na segunda anilha, vermelha, prata e branca. Em geral, ficam disponível por 1 ano, com chance de ser relançada no ano seguinte e, se o sucesso for muito grande, pode passar a fazer parte da linha oficial da marca.

regional

Coleção Habanos

O lançamento anual é uma caixa de madeira em formato de livro, contendo 20 charutos e não leva nenhuma anilha além da tradicional da marca.

Foi criada em 2001 e, no aniversário de 10 anos, ganhou uma caixa especial com 03 charutos de cada um das edições antigas.

Inicialmente eram feitas apenas 500 unidades, mas devido ao sucesso agora são produzidos 1000 caixas ao ano.

livro

Edição Reserva

Produzido com tabaco envelhecido por no mínimo 03 anos, essa série foi criada em 2003 e não é anual, é lançada apenas quando se tem tabaco na qualidade requerida suficiente. Por enquanto, as edições foram: 2003 – Cohiba, 2005 – Partagás, 2007 Montecristo, 2012 – Romeo y Julieta e 2014 – H.Upmann.

Vendido em caixas especiais, a anilha já mudou algumas vezes, mas a ultima versão é preta com escrito Reserva – Cuba e 02 R no meio.

reserva2

Edição Gran Reserva

Anunciado como “o melhor que Cuba já produziu”, o tabaco envelhece cuidadosamente por 05 anos.

Assim como a edição reserva, só é lançada nos anos em que o tabaco de qualidade elevada está disponível.

Desde 2009 quando a linha foi lançada, já foram produzidos 04 séries: 2009 – Cohiba, 2011 – Montecristo, 2013 – Partagás e 2015 – Romeo y Julieta.

A apresentação faz jus ao que esta dentro, são caixas pretas laqueadas com anilhas pretas e douradas, com um GR escrito.

GranReserva

Edição Casa del Habano

A Casa del Habano é uma franquias de lojas de charutos e produtos relacionados pertencente a Habanos S.A. – www.lacasadelhabano.com

Os charutos apresentam uma anilha cor de vinho, escrito Casa del Habano e com o logo da loja.

Não existe uma regra para os lançamentos que começaram em 2004, algumas vezes são edições diferenciadas, dentro de umidores ou jarras, outras em caixas normais, mas o grande diferencial é que essa linha só pode ser vendida nas lojas Casa del Habano.

CasaDelHabano

Edição Habanos Añejados

A mais nova criação da Habanos S.A. é o Habanos Añejados. A grande diferença do envelhecimento desse produto é que ele é realizado depois que o charuto já está enrolado e pronto, enquanto o envelhecimento das outras edições é feito com o tabaco antes desse processo.

O intuito desse processo é que os charutos se tornem mais redondos e suaves ao paladar, além das notas de madeira provenientes do cedro da caixa.

São envelhecidos (de 05 a 08 anos) nas caixas que serão vendidos e contam com uma segunda anilha, vermelha e dourada, com os escritos Añejados, Habanos – Cuba. No fundo da caixa é possível ver a data em que foi torcido. Todos os charutos são revisados individualmente antes de ir para o mercado.

Os 02 primeiros lançamentos são Montecristo Churchills Añejados e Romeo y Julieta Pirámides Añejados. Ambos os formatos que não fazem parte da linha oficial de cada marca. Como esse é o primeiro ano, ainda não se sabe se esse será o padrão e qual será a regularidade dos lançamentos.

anejado

Essas são as principais edições que a Habanos S.A., existem outras edições menos constantes ou que às vezes são criadas apenas para um ano ou evento especifico, mas o que importa é que todas essas edições e criações mostram que a empresa está investindo cada vez em linhas exclusivas e especiais, o que na minha opinião é muito interessante porque a cada ano temos novidades para experimentar e apreciar.

O único ponto ruim é que dificilmente encontramos essas edições no Brasil. Por enquanto, o mercado brasileiro recebeu apenas a Edição Regional Brasil, o Bolívar Redentor.

Share

Comentários

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *